Categorias
Tipos de Queijos

Queijo Gruyère: saiba as características e como comer

queijo Gruyère é um queijo de origem suíça, muito famoso no mundo todo por sua cremosidade, já que em seu preparo utiliza queijo de vaca.

Com um leve adocicado, ele possui um sabor inconfundível, surpreendendo a todos que o experimentam.

Seu nome faz referência à cidade suíça de Gruyères, apesar de existir também o queijo Gruyère francês. Mas não se confunda: o Gruyère original não tem furinhos, como o francês.

Sua dupla perfeita para uma combinação espetacular é o queijo Emmenthal. Se você quer saber mais sobre esse delicioso queijo, acompanhe a leitura deste artigo!

Como é feito o queijo Gruyère?

O processo de produção do queijo Gruyère é longo e envolve várias etapas. Mas tudo se inicia com a produção do leite.

Por sinal, o queijo Gruyère original é feito através do leite que é produzido nos cantões de Berna, Friburgo, Jura, Neuchâtel e Vaud, o qual é inserido duas vezes ao dia (sempre pela manhã e à noite), no tacho de cobre.

Após isso, são acrescentados os fermentos lácteos que amadurecem o leite e o coalho, que é um complexo de enzimas produzidas no estômago de mamíferos ruminantes.

O resultado desse processo é uma massa bastante aromática, uma vez que o leite não é aquecido.

Assim, dá se início ao processo chamado de corte da massa, e os tachos de cobre são esquentados a uma temperatura de até 57°C, por cerca de 40 a 45 minutos.

Logo após, o conteúdo do tacho é colocado em moldes redondos. Por fim, quando o soro se esgota, são inseridas as marcações em caseína, contendo a identificação do número do queijo, fabricante e data.

Depois de feita a marcação, o queijo fica sendo pressionado por 20 horas, com uma força de pressão que chega a até 900 kg.

No outro dia, o queijo é levado para imersão, onde fica 24 horas na salmoura. E, então, o queijo é levado para cave por um período de 3 meses, para que seja formada a casca protetora. E não acaba por aqui.

Depois dos 3 meses, na qual a casa é formada, o queijo é levado para realizar a maturação e, para isso, precisa estar em um ambiente com temperatura de 15°C e umidade de 90%. Vamos entender mais sobre esse processo de maturação agora…

Maturação

Também chamada de cura, esse processo é indispensável para formar as características do queijo, tais quais o sabor, o aroma e até mesmo a aparência do queijo (com ou sem furinhos, por exemplo).

A maturação do Gruyère dura entre 5 a 18 meses e, durante este tempo, o queijo é virado e escovado com água salgada.

Aos quatro meses de maturação, o Gruyère passa por uma inspeção de qualidade. Só após ser aprovado pelos profissionais da associação do queijo Gruyère é que recebe o selo Le Gruyère AOP – Appellation d’Origine Protegée,

Todo esse processo, é claro, faz parte da criação do Gruyère clássico.

Veja também:

Características e benefícios

O Gruyère é um queijo de casca dura e seca, com um tom próximo à cor de ferrugem. É comum que na massa existam alguns furos, apesar de essa ser uma característica do queijo emental, e não do Gruyére.

Sua textura é cremosa e possui sabor frutado e adocicado. Este queijo é rico em várias vitaminas e oferece uma série de benefícios ao nosso corpo.

Alguns dos nutrientes encontrados no Gruyère são:

  • Cálcio
  • Vitamina A
  • Vitamina D
  • Vitamina B
  • Zinco
  • Selênio

O Gruyère é rico em vitamina A (um poderoso antioxidante), vitamina D (que aumenta a imunidade) e vitamina B (te ajuda a manter a pele, os olhos e até o cabelo saudáveis).

Também é rico em cálcio e, por esse motivo, pode te ajudar a lidar com a obesidade, já que acelera o metabolismo. Além disso, o cálcio também te ajuda na formação dos ossos e da cartilagem, prevenindo a osteoporose.

Há estudos que indicam, ainda, que o consumo do Gruyère tem um efeito positivo sobre a acidez da boca. Ele ajuda na regeneração do esmalte e reduz as cáries.

Por fim, o queijo contém zinco e selênio, o que o torna essencial para o funcionamento normal do sistema nervoso, sendo, portanto, um excelente alimento.

Como visto, os benefícios do queijo gruyére vários!

Como comer o queijo Gruyère: melhores receitas

Depois de falar sobre a produção, maturação e características do queijo, nada melhor do que ver uma seleção das melhores formas de consumi-lo, não é mesmo? Confira!

Fondue

É muito comum ver o queijo Guyère sendo consumido dessa forma.

Em geral, para fondue é feita uma mistura de 50% do queijo Gruyère com outro queijo de sabor forte, como o seu parceiro: o queijo Emmenthal.

Você consegue encontrar o preparo para fondue já pronto com alguns produtos industrializados no mercado. Ou pode fazer em casa a receita clicando aqui.

Croque monsieur

Essa é uma clássica receita francesa que leva o Gruyère no preparo.

O Gruyère entra em dois momentos nessa receita: primeiro no molho bechamel e, depois, na fatia de pão.

Depois de gratinar, o queijo derrete e fica uma verdadeira maravilha. Aprenda a fazer aqui.

Croque madame

Semelhante ao croque monsieur, essa outra versão da receita francesa também leva queijo Gruyère na composição, provando, mais uma vez, que o queijo é perfeito para compor sanduíches. Experimente fazer em casa clicando aqui.

Rosti

Esse é um prato suíço feito à base de batatas, bacon e muito, muito queijo Gruyère.

Considerado um prato clássico, especialmente por ser feito na região onde é produzido o original queijo Gruyère. Faça a receita em casa!

Sopa de cebola

O Gruyère também pode ser polvilhado por cima da clássica receita francesa de sopa de cebola. Fica uma delícia!

Melhores bebidas para acompanhar queijo Gruyère

Por ter um sabor mais adocicado, o queijo Gruyère pode ser harmonizado com bebidas, como cidra de maçã, vinhos brancos e cervejas do tipo bock, mais escuras e levemente adocicadas. Não deixe de experimentar!

Veja também:

Acompanhamentos

Você pode combinar o queijo Gruyère com vários acompanhamentos, mas algumas das melhores combinações de gosto são: presunto defumado, nozes e algumas frutas secas, como figo.

Além disso, ele também combina super com frutas frescas, tais quais maçã, pêra e uvas.

Preço do queijo Gruyère

O preço do produto varia conforme a marca e quantidade comprada. O queijo Gruyère da Vialat, por exemplo, em formato fracionado (240g), custa, em média, R$ 30.

Já o das marcas Quatá ou Tirolez, também fracionado (peça menor com cerca de 170g), tem o valor aproximado de R$ 20.

Gostou deste conteúdo sobre queijo Gruyère? Então compartilhe nas suas redes sociais com outros amantes dessa especiaria!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *