Categorias
Tipos de Queijos

Queijo com fungo: como é feito? Quais os mais famosos?

Assim como os melhores pães e vinhos do mundo, existem inúmeros tipos de queijo com fungo para aumentar sua qualidade. Até porque são muitos os países que são especialistas no assunto de produzir alimentos com a ajuda de processos de fermentação.

Aliás, essa técnica de enriquecer pratos com a presença de micro-organismos pode soar inapropriado, mas os melhores do mundo são refinados pela presença do mofo. Como exemplo, indicamos que você prove a chamada linha de queijos azuis, onde têm destaque iguarias como o Gorgonzola e o Roquefort.

Enfim, antes de acompanhar nosso artigo, saiba ainda que pesquisadores tranquilizam os consumidores sobre esse tipo de alimento. Afinal, o bolor presente é produzido para fins comerciais e não prejudicam a saúde humana.

Como preparar seu queijo com fungo em casa

Mesmo que as técnicas de preparo tenham seus segredinhos, a receita de um queijo como fungo segue algumas etapas básicas, que agregam charme ao hobby. Assim, veja abaixo os passos clássicos para você saber o processo.

Primeiro, escolha seu queijo artesanal preferido. Nossa dica é escolher uma variedade mineira, como o fresco ou meia-cura. Depois, coloque-o numa vasilha e deixe-o na parte inferior de sua geladeira.

Contudo, no caso do queijo fresco, prense-o por algumas horas para eliminar o excesso de líquido. Com isso, você ainda pode até mudar sua forma. Além do mais, procure verificar as condições do seu queijo com fungo uma vez ao dia, visando controlar o crescimento natural do bolor.

Para ajudar, mantenha a vasilha sempre seca com o uso de papel-toalha ou panos limpos. Após cada verificação, sempre é ideal que você vire o produto. No mais, note se o mofo está se formando numa crosta. Para isso, cubra todas as superfícies com uma penugem cinza ou branca. No entanto, caso haja manchas vermelhadas ou pretas, interrompa essa afinagem.

Enfim, com o processo de afinagem nas condições normais, aguarde de dois a três meses para o meia-cura e entre duas semanas e um mês, queijos frescos. Assim, para saber se seu queijo com fungo pode se transformar um camembert, basta aguardar o que sua geladeira pode dizer.

Lista de queijo com fungo que você precisa provar

A seguir, confira uma pequena lista de queijo com fungo com os principais nomes da gastronomia mundial. Como petiscos e harmonizados com vinhos, um ótimo queijo com fungo pode virar uma iguaria para poucos.

Queijo com fungo Roquefort

Muito conhecido no Brasil, este tipo ainda é chamado pelo termo “queijo com mofo”. Aliás, este é o primeiro queijo francês a ganhar a denominação de origem controlada. De qualquer forma, saiba que ele surgiu ao acaso.

Isso porque foi um pastor de ovelhas que começou a guardar parte da sua produção de queijo numa gruta abandonada. A partir de então, os fungos da caverna começaram a atuar e dar surgimento a um dos maiores queijos da gastronomia internacional. Em todo caso, nossa dica é acompanhar com um vinho do Porto.

Camembert

Embora seja um queijo com fungo produzido a partir de leite pasteurizado ou cru de vaca, o camembert é renomado pela sua maciez, umidade e cremosidade. Além do mais, ele tem um sabor adocicado e leitoso. Tudo graças ao seu amadurecimento interior, resultando numa casca típica da variedade.

Por outro lado, um camembert também pode ter sabor amanteigado e rico. Isto porque ele pertence ao grupo dos queijos com mofo branco e massa mole. Ou seja, sua casca é branca devido a fungo conhecido na gastronomia pelo nome penicillium candidum.

Aqui, a dica é comer essa junto com o queijo com fungo. Além disso, saiba que esse queijo é feito da mesma forma que o brie. Como curiosidade, saiba que o brie, antigamente, era feito em tamanhos maiores, mas hoje há queijos menores visando a questão comercial. Enfim, vale a pena harmonizar este queijo com fungo com vinhos tintos e leves.

Queijo com fungo

Queijo com fungo fourme d’Ambert

Neste caso, este queijo com fungo é do tipo azul, um dos mais antigos. Contudo, a partir do ano de 1972 seus métodos de produção tiverem que ser aperfeiçoados. De qualquer forma, ele é produzido com cerca de um quilo a partir do leite de vaca.

Além de poder ser fracionado posteriormente, sua casca apresenta mofos naturais nos tons amarelos, vermelhos e até brancos. Enfim, ele possui textura forte, rica e cremosa, bem como um sabor intenso. Como dica, experimente o acompanhamento de ameixas, damascos, pães e nozes assim como a harmonização de vinho do Porto ou branco.

Gorgonzola

A massa de um queijo com fungo d tipo gorgonzola é cremosa, tem aroma e sabor intenso. Aliás, ele também é como um queijo azul na questão do processo de maturação, pois são aplicados fungos que o deixam esverdeado e garantem um sabor especial.

Já em relação ao gorgonzola nacional, ele costuma tem forma cilíndrica e pesar até três quilos. Ao ser curado de forma adequada, esse aroma fica ainda mais típico e irresistível. No mais, ele tem uma consistência pastosa e quebradiça, mas muito macia.

Vale ainda ressaltar que sua maior produção é realizada no Estado de Minas Gerais. Neste caso, o produto é colocado no mercado ainda com apenas vinte dias de maturação e peso de menos de meio quilo. Por isso ele é considerado um queijo com fungo nobre e que anda ganhando novos mercados brasileiros a cada ano.

Queijo morbier

Este é mais um queijo com fungo com origem na França. Por isso costuma ter a sua massa com uma textura fechada, sabor suave e consistência bem macia. Em relação ao formato clássico, ele costuma pesar quatro quilos.

Além do mais, ele costuma ser cilíndrico e pode ser vendido em fatias que chegam a pesar quase meio quilo. Enfim, o mais importante é provar seu sabor suave e sem presença de acidez.

Queijo com fungo danablu

Para fechar nosso artigo sobre queijo com fungo, saiba que a Dinamarca também faz bonito nesse ramo. Isso porque, além de exportar diversos tipos de queijo para o mundo todo, a exemplo do seu popular e famoso danablu.

Por Redação Sobre Queijos

Somos apaixonados por queijos em seus mais diversos formatos. Aqui você vai encontrar tudo que precisa saber sobre essa delícia! #AmamosQueijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *